O ESTRANGEIRO EM CASA

Nas camas, crianças e pais dormem, ou fingem, ou sonham, ou apenas vivem as histórias de ontem, e de hoje, cheios de horror, fúria e medo. O corpo do avô juntou-se ao de uma criança, dentro do armário proibido, e no escuro, a autodefesa torna-se a autoeliminarão familiar. É então que o estrangeiro aparece, empurrando sorrateiramente a porta, e entra, como um diabo negro, há tanto aguardado… junto à lareira tudo esfumaça!
“O Estrangeiro em Casa” de Richard Demarcy é encenado por Paula Sousa, que pretende criar um espectáculo inquietante, mas divertido, num universo absurdo, excêntrico, surreal.
“Uma fábula burlesca e trágica, escrita a partir de muitos acontecimentos reais da sociedade francesa contemporânea. Numa época em que o medo e a recusa xenofóbica do outro vai ganhando muitos seguidores.” (R. Demarcy)
São recorrentes em Portugal práticas relativas à tensão entre o nativo e o estrangeiro, o imigrante ou o refugiado; entre os que reclamam primazia no acesso aos bens sociais e os que, na sua diferença étnica, cultural, religiosa, resultam diabolizados pela desconfiança e pelo medo.
A fragmentação social a partir da perceção do estrangeiro, é o que este espectáculo pretende pôr em evidência, na senda de trabalhos anteriores do Grupo Teatroesfera.

Ficha Artística e Técnica

Horários

6ªs e Sábados às 21h
Domingos às 16

AS NOSSAS CRIAÇÕES

EM CENA

A BELA E O MONSTRO

EM CIRCULAÇÃO

A COMPANHIA – Lusíadas, o musical pimba

BREVEMENTE

BOT-ORTIS