BOT-ORTIS

“Quando os pais de Mia, apreensivos com a obsessão da filha em estar isolada nos seus jogos, procuram algum contacto com ela, o súbito convite de um ser virtual de inteligência artificial para participarem num jogo em conjunto, parece tornar-se numa oportunidade para partilharem uma tarde bem-disposta.

Atravessando as barreiras entre o mundo físico e o virtual numa espécie de “caça ao tesouro”, são conduzidos por Bot-ORTIS a enfrentar uma série de desafios, onde os seus conhecimentos e interesses particulares serão cruciais, e terão que trabalhar em equipa para superar as provas. Ao explorar este mundo digital, onde nem tudo é o que parece, habitado por NPCs (Non Playable Characters, Personagens Não Jogáveis) muito peculiares e divertidos, vão descobrir que há mais em risco neste jogo, do que parecia à primeira vista.”

Bot-ORTIS de Teresa Faria e João Oom e encenado por Paula Sousa e João Oom é sobre a família na era digital. A deficiente comunicação e a cada vez maior obsessão pelo mundo digital, e pelos jogos, no contexto familiar são dos maiores problemas da sociedade. O seu conhecimento, a sua consciência e a procura de mudanças é vital. Bot-ORTIS pretende demonstrar esta realidade e propor saídas, onde a complementaridade do mundo digital e físico seja possível e em harmonia.

As crianças de hoje já nasceram no mundo das tecnologias, são os nativos digitais, enquanto os seus educadores são uma espécie de imigrantes digitais. É entre estas gerações que o conflito da estória acontece.

Na sociedade em que vivemos, a recusa de um mundo em prol do outro é impossível, pois o futuro da civilização tem levado a uma convergência entre o físico e o digital.

Ficha Artística e Técnica

Autoria Teresa Faria e João Oom

Encenação Paula Sousa e João Oom

Elenco Carlos Vinicius, Isabel Ribas, Jorge Estreia, José Nobre, Maria Claro, Paula Sousa, Tiago Ribas

Grafismos de palco João Oom

Videomapping João Oom, Carlos Vinicius

Modelação 3D Sérgio Cunha dos Santos

Figurinos (Bot-ORTIS, NPCs) Marta Fernandes da Silva

Figurinos (Família) Ana Landum

Desenho de luz El Duplo

Sonoplastia, operação luz, som, vídeo Adriana Ribas

Fotografia José Frade

Design Gráfico Alexandre Antunes

Execução cenário Ricardo Trindade

Limpeza Luísa Batista

Bilheteira Rafaela Estreia

Gestão redes sociais Ana Landum, António Bartolomeu, Sara Sousa

Produção António Bartolomeu, Hermínia Melo

Direção Produção Ana Landum

Direção Técnica Jorge Estreia

Direção Artística Paula Sousa

 

Agradecimentos Artistas Unidos, João Meireles, Paulo Vargues, Sérgio Moras

Horários

Sábados às 16h
Domingos às 11h

3ª a 6ª às 10h30 e 14h30 para escolas, por marcação

60 minutos, sem intervalo

AS NOSSAS CRIAÇÕES

EM CENA

A BELA E O MONSTRO

EM CIRCULAÇÃO

A COMPANHIA – Lusíadas, o musical pimba